O DIA DAS CRIANÇAS NO BODOCÃO, EM BALDIM.

O DIA DAS CRIANÇAS NO BODOCÃO, EM BALDIM.
ROGERIO DO BODOCÃO FAZ FESTA PARA AS CRIANÇAS DE BALDIM, COM BOLO, PRESENTES E MUITAS BRINCADEIRAS.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

BALDIM NÃO TEM CAPELA VELÓRIO

 
 Capela Velório de São Vicente
_________________________________________________-

 Capela Velório do Mucambo
_________________________________________________


(BALDIM NÃO TEM CAPELA VELÓRIO)


Capela Velório de Baldim
________________________________________________
FALTA DE RESPEITO
Mais um acontecimento vergonhoso para Baldim!!!
Desta vez, duas pessoas falecidas no mesmo dia. Uma velada na própria casa, outra num poliesportivo.
Não ter um lugar adequado para velar os mortos, na minha opinião, significa uma grande falta de respeito e consideração para com as pessoas. Infelizmente, parece não ser o mesmo sentimento dos políticos que governam nossa cidade! Parece que eles não ouvem o clamor do povo, não se interessam pelas  reais necessidades da coletividade. Fazem obras que interessam a eles. Mas o que o povo pede, eles fazem questão de não o fazer.
Será mera incompetência administrativa? Ou será falta de vontade mesmo?
De fato, estou convencido de que ninguém pode exigir de outrem o que não pode dar. Por que não falam a verdade? Se disserem abertamente que não irão construir o velório municipal, a comunidade vai tomar suas providências.
Mas as falsas promessas se estendem infinitamente. Quantas vezes pedirmos à administração municipal uma data para iniciar as obras, tantas datas nos serão dadas.
Até quando???
Pe. Gislei Roberto M. Teixeira



COMENTÁRIO

Velório Municipal de Baldim?Quero ser solidária ao artigo ou “desabafo” do Padre Gislei em relação ao Velório Municipal.Porque construir um espaço para velar os mortos? Seria, apenas, uma exigência da saúde pública? Não, com certeza não é apenas por isso! Mas, penso que, essa obra, passa por atender ao sentimento humano: direito de um espaço reservado, apenas, para despedida de um ente querido. Como diz a escritora Lya Luft “... a idéia é poder dividir, com o maior número de pessoas possíveis, seus pensamentos de dor e saudade...”. “...um chamado a encontrar a vida, quando a morte se faz presente...”.Sou testemunha de pelo menos dois anos de luta, incansável, (ainda bem que incansável) do Padre Gislei para a construção da Capela Velório. Em suas pregações, visitas às comunidades, visitas ao Poder Público, inclusive Câmara Municipal, eventos, reuniões, etc... Por várias vezes tivemos na Câmara Municipal, onde nos foi dada a oportunidade de expressar nossas ansiedades e angústias em relação à necessidade da construção do Velório Municipal. Ali, tentamos sensibilizar nossos vereadores, Secretário de Obras Públicas, Secretário de Saúde. Naquele momento, deixamos registrados na Casa, o nosso VOTO de confiança e nosso VOTO de credibilidade.No próximo ano, teremos as Eleições Municipais, e nosso “VOTO DA ESPERANÇA” cresce, confiante de que algum candidato assuma, em seu programa de governo, o compromisso inadiável da construção do Velório Municipal de Baldim. É hora de fazermos uma corrente em busca desse direito. Todo mundo sabe que a vida é uma sucessão de perdas, mas poucos sabem que uma das piores perdas é a perda da dignidade.

Jacinta Maria de Souza

21/outubro/2011


COMENTÁRIO
Quando li o texto do Pe. Gislei não tem como não ficar indignada.É um absurdo como os Politicos tratam as pessoas que os elegem. Baldim que eh conhecida como Cidade do Doce vive uma situação amarga e humilhante quando perdemos uma pessoa querida. Pe. Gislei pergunta: Até quando? Eu pergunto: Por que não? por que ainda não foi construida essa Capela. Politico ou parente de politico ai de Baldim não morrem? O cemiterio em si já eh uma vergonha não tem espaço. Olhe que isto tudo ai foi terreno doado pela Igreja, pelo menos era o que me diziam. Vamos gente, não vamos nos acomodar: liguem, escrevam, telefonem para a  Prefeitura, para a Câmara Municipal. Todas as vezes que encontrar com um deles cobrem. Oh, Senhor Secretario de Obras? (não sei se é esta a secretaria) Até quando? Mãos a obra já. Eh vergonhoso tratar com tamanha falta de respeito as pessoas num momento tão doloroso. Marta Dias, Florida - USA
Anônimo disse...
Sabemos que muitas obras são de responsabilidade do poder público, inclusive a Capela Velório, no entanto, muita discussão vem acontecendo, com promessas e projetos...nada até o momento ! Quando falamos da força da comunidade baldinense, podemos nos espelhar nas citadas comunidades de Mucambo e São Vicente, são exemplo, não esperaram pela iniciativa do poder público.


COMENTÁRIO


Com toda certeza, houve um movimento que contou com a ajuda de todos da comunidade.
Lembrando um pouco o quanto a comunidade de Baldim tem força, solidariedade e mais , basta fazer uma retrospectiva ao grande movimento que aconteceu por ocasião da reconstrução da Matriz de "São Bernardo" e, ainda hoje, pela belíssima obra da reforma do Salão Paroquial. Ainda assim, podemos acreditar que não temos forças ?????????? Vamos deixar de lado o pessimismo, e juntarmo-nos as idéias do lider espiritual-Pe.Gisley, na busca por uma SOCIEDADE UNIDA E FORTALECIDA.
22/10/2011 18:08:00

Ocorreu um erro neste gadget