FEIRA DE ARTESANATO, EM BALDIM.

FEIRA DE ARTESANATO, EM BALDIM.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

GENTE QUE FEZ

 Apresentação na Praça 
_________________________________________
LATACHO
Raimundo Ferreira de Oliveira (Latacho) nascido em Baldim em 19/10/1901, foi casado com Dolores Mendes de Oliveira com quem teve 12 filhos. Latacho era um homem simples, de caráter e personalidade marcantes. Logo que chegou a energia elétrica em Baldim ele ouvia no rádio as novelas e delas tirava idéias para criar peças de teatro. Reunia os jovens, ensaiava as peças, levava ao público e arrecadava fundos para as obras sociais da Igreja. Conseguiu um terreno e com ajuda construiu um campo de esportes, onde ensinava jogar voley e outras modalidades de esporte e brincadeiras. Promovia bailes de Carnaval à fantasia. Os pais deixavam os filhos participarem das promoções por se tratar de pessoa correta,  responsável e respeitada pela Comunidade. Participava das festas religiosas do Padroeiro , Semana Santa, Natal...Construiu um enorme presépio em sua casa, com figuras móveis para receber as pessoas da Comunidade. Suas promoções eram dirigidas as crianças e jovens com diversões sempre saudáveis e educativas. Seu objetivo era levar alegria e diversão para as pessoas. Latacho foi chefe de obras na Prefeitura, quando foi construída a ponte do Córrego do Almoço e o Grupo Escolar de Vila Amanda. Foi também  Fiscal de arrecadação de impostos. Trabalhou também na Companhia Cedro e Cachoeira prestando serviços em todas as áreas da Fábrica de tecidos. Como bombeiro hidráulico e funileiro trabalhou nas fazendas da região  fazendo tachos e alambiques. Latacho era muito conhecido e procurado pela geléia de mocotó que ele fazia e vendia e era apreciada em toda a região. Com a família crescendo, Latacho sentiu a necessidade de se mudar para a Capital para estudar e empregar seus 12 filhos. Mas, nunca se esqueceu de sua terra natal. Todos que conviveram com ele se lembram das suas promoções com imenso carinho. ( Vanes é filha de Raimundo Latacho)


 Família Latacho
_____________________________________
O TEATRO DO LATACHO
 Latacho:  quando da reforma da Matriz, um filho do Raimundo Latacho, o  Wilton Latacho, morava acho que em SP, mandou uma peça de teatro, que na verdade era um verdadeiro show de humor inteligente para que a Fina ensaiasse e a apresentasse em Baldim, com o objetivo de arrecadar fundos para a reforma da Igreja. No dia da apresentação da peça ele mesmo veio com o neto fazer uma participação especial. Foi um sucesso e rendeu uma graninha a mais para a Igreja. Participaram da peça (que contava os bastidores de um programa de auditório) o Sô Quito, como o Cara de Pau, Paulo Silva, como apresentador do Programa, euzinho aqui, Ton, como diretor do programa  e tantos outros. Mas dava pra gente perceber que a família nunca  esqueceu Baldim e sempre se preocupou com a terra deles. (Ton é professor de História)


                                               Raimundo Latacho e Dolores
_______________________________________
GUSTAVO, NETO DO LATACHO

Ione, gostaria de descrever minha alegria ao abrir o seu blog, sou Gustavo neto de Raimundo Latacho e  Dolores e filho do Walfrido. Sempre tive muito orgulho dos meus avós, pela simplicidade e honestidade, criando com sabedoria seus 12 filhos e por ter deixado seu legado de caridade e amizade por todos que os cercaram! Baldim, uma cidade de ar harmonioso, tranqüilo e que transmite a todos que por ai passam, um município de muita paz, de alegria e enriquecida de simplicidade! Parabenizo pelo grande trabalho em divulgação, relatos e homenagem aos baldinenses que independente da cidade, estado ou país que estejam não esquecem nunca de sua cidade natal! Falo pelo meu pai, que sempre manifesta orgulho e grande amor por esta cidade.  Um grande abraço e muita saúde para que possa continuar divulgando e enriquecendo culturalmente as tradições desta linda cidade que é Baldim.
 (Gustavo Nilo de Oliveira é filho de Valfrido e neto de Latacho)

SAUDADES DA INFANCIA EM BALDIM
Sempre tive orgulho de dizer que a cidade de Baldim, fez parte de minha infância.
Lembro dos dias que iamos, familia reunida, tios, primos , pais, irmãos e principalmente os avós. Eram dias de alegria, carros cheios, expectativa de chegar logo, passavamos o dia todo de casa em casa visitando e a criançada amava, comida é o que nunca faltava, toda casa que iamos eramos recebidos com festa, mesa sempre farta, quintal para brincar, correr, ficar livre, sujar sem medo de levar bronca. E sem falar, principalmente dos pés de manga, hummm que saudade.....Nos lambuzavamos. Hoje o dia, as semanas correm e meu maior sonho é poder levar meus filhos, (bisnetos do Latacho) para conhecerm um lugar onde vivi intensamente minha infância. Desejo à todos muita paz e saúde e que as crianças de hoje, desta cidade tão acolhedora possam usufruir de todas as oportunidades que tivemos e que esta cidade traz.
  Como meu querido primo Gustavo disse: ( Parabenizo pelo grande trabalho em divulgação, relatos e homenagem aos baldinenses ), e que Deus continue iluminando todas as mentes dos dirigentes desta cidade chamada BALDIM.
    Erika Marise de Oliveira Quites filha de Walter Ferreira e neta de Latacho.


LATACHO - HUMOR INTELIGENTE


Queria falar do Latacho, quando da reforma da Matriz um filho dele , Wilton Latacho, morava acho que em SP, mandou uma peça de teatro, que na verdade era um verdadeiro show de humor inteligente... para que a Fina ensaiasse a apresentação em Baldim, com o objetivo de arrecadar fundos para a reforma da Igreja, e no dia ele mesmo veio com o neto fazer participação especial na apresentação, foi um sucesso e rendeu uma graninha a mais para a Igreja... ( Participaram da peça que contava os bastidores de um programa de auditório: Sô Quito como o Cara de Pau, Paulo Silva como apresentador do Programa, euzinho aqui, como diretor do programa, e tantos outros) mas dava pra gente perceber que a família nunca esqueceu Baldim e sempre se preocupou com a terra deles. Prof. Ton - Domingo, 19 Setembro, 2010 
Ocorreu um erro neste gadget