O DIA DAS CRIANÇAS NO BODOCÃO, EM BALDIM.

O DIA DAS CRIANÇAS NO BODOCÃO, EM BALDIM.
ROGERIO DO BODOCÃO FAZ FESTA PARA AS CRIANÇAS DE BALDIM, COM BOLO, PRESENTES E MUITAS BRINCADEIRAS.

quinta-feira, 18 de abril de 2013

VIOLÊNCIA / IMPUNIDADE / OMISSÃO

  
São Vicente
_______________________________________________________
SÃO VICENTE PEDE SOCORRO

Eu, particularmente, admiro muito o povo desse município.Sempre elogiei o povo festivo, criativo, os idosos, que estão sempre presente na praça.Mas, também venho alertando, principalmente na Câmara Municipal (há mais de 8 anos), sobre os excessos.Muitas pessoas me criticam, até acham um absurdo quando me expresso, politicamente e socialmente, porque eu não voto em Baldim. Isso só reforça minha neutralidade e interesse político.Sou, simplesmente, cidadão como você, talvez com uma única diferença: não sou omisso aos nossos problemas.
Baldim (São Vicente) pede socorro; mas o que “estamos” fazendo para melhorar? A solução não é só o prefeito, a polícia, uma andorinha sozinha... A solução está nas nossas mãos; não com violência mas com manifestações, passeatas, panelaços e união.Valorize o seu voto! Cobre de quem você votou. Exija, dos mesmos, providências e, principalmente, resultados. Eu acredito em vocês; São Vicente pode mudar. Boa Sorte,
Cláudio Ursine – 17/abr/2013


 COMENTÁRIO:

“Na primeira noite eles se aproximam e roubam uma flor do nosso jardim. E não dizemos nada. Na segunda noite, já não se escondem: pisam as flores, matam nosso cão, e não dizemos nada. Até que um dia, o mais frágil deles entra sozinho em nossa casa, rouba-nos a luz, e, conhecendo nosso medo, arranca-nos a voz da garganta. E já não podemos dizer nada.”

 Não foi por acaso que eu achei este texto na página da Lucia Maria, em seguida eu o associei ao assunto do momento, a VIOLÊNCIA e a IMPUNIDADE. Em outra ocasião, talvez eu o associasse a outro assunto, mas acredito que ele se encaixa aqui e agora. Alguns de nós já estão na escuridão e sem voz, e não tem mais força para lutar contra esta VIOLÊNCIA.
 Mas, contamos agora com aqueles que não pecaram por omissão, que cuidaram do seu jardim, que reclamaram suas perdas, que não permitiram que lhes tirassem a luz, e, sem medo, em alto e bom som, estão gritando por socorro contra esta VIOLÊNCIA.
Ione, editora do Blog


Ocorreu um erro neste gadget