FEIRA DE ARTESANATO, EM BALDIM.

FEIRA DE ARTESANATO, EM BALDIM.

quinta-feira, 1 de abril de 2010

MULHERES NOTÁVEIS




Crianças da Pastoral
__________________________________________________

PARTEIRA ALAÍDE
Estamos falando da nossa parteira, D. Alaíde Batista Alves, 82 anos, nascida em Jaboticatubas, mas morando há tantos anos em Baldim que, sabe-se que ela já fez aqui partos de 3 gerações, um número incontável de partos, já que, aos 9 anos de idade, ela já ajudava sua mãe, D. Jovelina Alves, também parteira. Aos 15 anos, ela já fazia os partos sozinha. 

DINDINHA ALAÍDE



Apesar da idade avançada, D. Alaíde ainda é procurada pelas mães da região, para dar uma "olhadinha" e ver se tá tudo bem. Ela ainda mantém em sua casa, o espaço equipado para receber as mães que vem de fora da cidade. D. Alaíde, com toda humildade, diz que nunca perdeu um bebê que nasceu pelas suas mãos abençoadas. Nossa, que bacana a homenagem linda feita a dindinha Alaíde. É assim, que todos na minha casa  chamam a D.Alaíde. Na minha casa todos nasceram pela sua mão abençoada dela. Acho muito legal, quando alguém me pergunta em qual hospital eu nasci...ai, eu falo: - nasci na casa da dindinha Alaíde...rsrs. Tem gente que acho meio estranho, mas para nós ela será uma pessoa jamais esquecida. Paula

MAIS PARTEIRAS
Por falar em parteiras, não podemos deixar de citar Dona Zezé, esposa do Sr. Geraldo Barbosa, pais de Domingos, João Bodocão, Joaquim e Maria Eustáquia. Pelas mãos dela chegou ao mundo meu irmão Humberto Soares. (Luizinho Soares)



 Enfermeira Marivone na Pastoral da Criança - Baldim
___________________________________________________
AS PARTEIRAS - SÃO VICENTE
A parteira campeã em São Vicente foi a Doninha, mãe da Cleci, conhecida enfermeira que trabalhou no antigo Hospital de Baldim. Ela fez todos os 10 partos da minha mãe, Helena Abreu, e eu, sendo a segunda filha, acompanhava assustada, os partos dos meus irmãos menores. Se acontecia durante a noite, era mágico, a gente acordava de manhã e lá estava mais um irmãozinho no colo da mamãe. Tudo acontecia tão discretamente que não se ouvia nada. Ninguém se atrevia a fazer perguntas sobre aquela magia. Se acontecia durante o dia... aí era um "Deus nos acuda"e quebrada a rotina com um passeio com as crianças que só voltavam depois da chegada do nenem.
 A parteira Doninha voltava em casa todos os dias, durante 7 dias ou até que caísse o umbigo, pra dar banho no nenen, um ritual que todos os irmãos acompanhavam de perto. A mamãe ficava de "resguardo" durante 40 dias, tomando "Sopa de galinha com pirão de farinha", cerveja preta e canjica pra dar bastante leite pro nenen. Coisas de antigamente...








 Mulheres cortando capim
_________________________________________________
AS MENINAS DO BOTAFOGO
Na foto acima as Mulheres de Botafogo carregam o caminhão de capim que elas mesmas cortaram, numa manhã de sábado, do dia 31/01/2010, no Sítio de João Torres, em Baldim. Nunca falta serviço para as meninas do povoado de Botafogo. Elas tem preferência sobre os homens nos contratos de serviço. Por que? Porque elas produzem mais do que os homens.


 Ana Amélia, Dora, Wanderleide e Nélia 
________________________________________________
MULHERES DA PESADA
As trabalhadoras rurais, Ana Amélia, Dora, Wanderleide e Nélia cortam capim e carregam o caminhão, batem pasto, fazem todo tipo de trabalho agrícola. Elas são filhas de João Gonçalves, moram no Povoado de Botafogo e trabalham como diaristas, a 25 reais por dia. Elas frequentaram a Escola, são mulheres respeitadas e ativas no Povoado e procuradas para resolver problemas da comunidade. Em rápida conversa no local de trabalho (para não atrazar o serviço) soube que uma delas sustenta dois filhos, três delas são irmãs e trabalham desde jovens. Perguntei se elas se interessam por política, que poderiam se candidatar a vereadora... para ajudar mais a comunidade... elas se olharam, sorriram mas não responderam. Achei que a hora e o lugar não eram oportunos para conhecê-las melhor. Voltaremos a falar delas aqui. Mulheres notáveis! (Ione, editora do Blog)

AS MULHERES NOTÁVEIS DE BALDIM


- Ana Amélia, de Botafogo, trabalhadora rural, diarista, mãe de 2 filhos,
- Wanderleide, de Botafogo, trabalhadora rural, diarista,
- Dora, de Botafogo, trabalhadora rural, diarista,
- Nélia, de Botafogo, trabalhadora rural, diarista,
- Sá Mestra, de Vila amanda, primeira professora de Vila Amanda, dava aulas em sua própria casa e recebia comida, como pagamento das aulas, um frango, um pacote de feijão, qualquer coisa disponível em casa.
- D. Alaíde, de Baldim, parteira, aos 80 anos, ainda é consultada, fez partos de 3 gerações, começou com 15 anos, ajudando sua mãe, também parteira.
- Vanilde - fundadora do Clube dos Diabéticos e militante incansável na área da Saúde.
- Edna Reis - voluntária para todos os Eventos na comuidade.

Ocorreu um erro neste gadget