FEIRA DE ARTESANATO, EM BALDIM.

FEIRA DE ARTESANATO, EM BALDIM.

sábado, 5 de setembro de 2009

VIDA SOCIAL

Foto: Neide Reis
__________________________
PERFIL : Neide Reis
Quando se fala em Baldim alguém sempre diz:
 - Você conhece a Neide?
Neide Reis não é conhecida apenas por ser a irmã do Iton da Farmácia ou do Zeca do Cartório. Ela é conhecida por ela mesma, por sua vida dedicada a Baldim.
- A "Neide Professora”, formada, em 1958, em Conselheiro Mata, Diamantina, lecionou em SãoVicente, por 4 anos, onde foi Bibliotecária e Diretora, em tempos difíceis, indo e vindo a pé ou morando na Pensão da Palma; foi Professora de História, na EE José Ribeiro da Silva até se aposentar.
- A “Neide Jornalista”, Colunista Social e Correspondente de Jornais: O Grito, de Santa Luzia, Hoje e Notícias, de Sete Lagoas; fundadora de jornais locais, como: Satélite da Comunidade e Notícias de Baldim.
- A “Neide Promotora de Eventos” Sociais e Esportivos, de Exposições.
- A “Neide Escritora”, membro da Comissão Mineira do Folclore e da Academia Setelagoana de Letras. Publicou em 1991, - Cultura Popular do Alto Rio das Velhas - Pesquisas sobre a história de Jequitibá - Relatos Ufológicos na região e Folclore.
- A “Neide Destaque” na Educação pela DRE de Sete Lagoas, da Ação Social de Jequitibá, no Jornalismo, Honra ao Mérito pela Camara Municipal de Baldim, Cidadã Benemérita de Prudente de Morais e Baldim.
- Neide Reis é uma lenda viva de Baldim. (Ione)

____________________________________
 Centro de Baldim
____________________________________
FÉRIAS EM BALDIM
Passar férias em Baldim era normal...nada dessas viagens mirabolantes, cheias de imprevistos como agora. Nas férias em Baldim se fazia teatro, tinha grupo de jovens, tocava sambão, se ia a Punk, tinha os campeonatos de futebol de salão e de volei do "timuço".Timuço? Sim! igual a timão, era formado por gorotas do volei infernais. Era impressindível um campeonatinho, só pra ganhar das meninas de São Vicente comandadas pela capitã Mércia. Os treinos eram no MIDLAB Social Clube de Baldim. Tinhamos como vizinha a querida Vicentina (saudades) mas, a bola não podia cair na sua horta que acabava com tudo. E lá se ia mais uma bola na faca (rsrs). Cadê vocês meninas?! Bjs. (Neiva)
                                            __________________________________________

AOS DOMINGOS...
A diversão dos baldinenses daquela época se resumia em passeios domingueiros pelos arredores da cidade, como o picnic no Córrego do Almoço. Os esportes e as brincadeiras no quintal do Raimundo Latacho, ou passeios na casa da D. Chicota, que tinha um quintal cheio de frutas. Os banhos no Córrego Grande, no açude deChico Tiófilo,no Córrego do João da Cruz... na Biquinha... Os jogos de Futebol de domingo com times visitantes. Os Bailes e as Serenatas de sábado á noite, e as Horas Dançantes do domingo á tarde. Pra encerrar o fim de semana, no domingo á noite, acontecia o "footing" (passeio) na Praça. Os rapazes ficavam dos dois lados da rua formando um corredor, e as moças desfilavam entre eles. Até que o rapaz falava com a moça e ali começava um namoro, ou não. Se ele a acompanhasse até em casa era sinal de namoro sério. Tudo isso ao som das músicas do alto-falante,"A Flor do Abacateiro", onde os rapazes ofereciam músicas para as moças,"como prova de muito amor". (Neide Reis)
                           _____________________________________________

DISCOTECA PUNK
Na década de 1980, a diversão nos finais de semana era garantida na famosa discoteca "Punk" - idealizada por Jocafe, João Carlos Ferreira, filho de João de Afonso e sua turma, era o hit da época.Tinha horário determinado para os tipos de música, abria as 19:00h, aos sábados, sem hora pra acabar e aos domingos somente até as 23:00 horas. Tinha pai que não deixava a filha ir pra lá de 21 às 22horas, pois era hora da música lenta e todo mundo dançava agarradinho.O repertório era o melhor possível. O jogo de luzes, uma maravilha pra época.Era tudo de bom! A Punk ficava na Praça Emílio Vasconcelos ,Centro de Baldim, onde hoje está a Mobiliadora Martins. Muitos romances começaram ali. (Ton)
                                                      _____________________________________
COMENTÁRIO:
Ei Tom, A "Punk" eu conheci! Ganhei muitos concursos de dança naqueles tempos... Saia rodada, sandália francesinha... Passava a tarde de sábado assistindo ao programa "Discotape", na TV, para aprender passos novos para exibir à noite na discoteca. Meu Deus!!! Tô ficando velha... rs (Dalva Soares)



 Piscina de São Vicente
____________________________________
BONS TEMPOS
Nos Bons Tempos de São Vicente, quando a CCC empregava em sua Fábrica de Tecidos toda a população local e patrocinava a vida social de seus operários, eram mantidos em perfeito funcionamento:
- A Praça de Esportes - localizada ao lado da Igreja, equipada com Campo de Futebol, Quadra de Voley, Vestiário completo com chuveiros, Uniformes e Equipamento completos, Times organizados com treinamentos técnicos regulares e Jogos de disputa de Campeonatos Intermunicipais todos os domingos.
- A Piscina - a piscina ficava fora da Praça de Esportes (próxima ao Reservatório de água e da Fábrica de Tecidos) com Trampolim, Equipamento completo para ginásticas, Instrutores de natação com horários especiais para adultos e crianças.
- O Clube Social - situado na praça central, com uma Pista de Dança, um Palco, um Camarin, dois Banheiros, um Salão de Sinuca, um Salão de Festas e uma Sala da Diretoria. Aberto todos os fins de semana, com Bailes no sábado e Hora Dançante nos domingos á tarde.
- O Cinema - o Cinema funcionava como Teatro também, com um grande Palco, Cortina, Camarin, Sala de projeção, Bilheteria, que não funcionava, pois a entrada era franca aos operários da Fábrica. Com matiné aos sábados e domingos e sessão noturna aos sábados. Sempre um faroeste imperdível.
- A Escola de Música - uma Corporação Musical com maestro e instrumentos para ensinar teoria musical para crianças e adultos.
Tudo funcionava dirigido pelos próprios operários, nomeados pela Diretoria da Fábrica, provedora de tudo que funcionava no Distrito.
A modernização da indústria fabril tornou obsoleta a Fábrica de São Vicente.
Ela foi desativada e hoje, suas instalações abrigam a Fábrica de Doces Gostoso, gerando novos empregos. (Ione)

 Rua principal de São Vicente
____________________________________
TEMPOS QUENTES
O Distrito de São Vicente foi muito importante para a Economia do Município de Baldim, na época em que funcionava a Fábrica de Tecidos, pelos impostos que a Prefeitura arrecadava.
 A CCC - Companhia Cedro e Cachoeira - deu vida nova aos moradores do pacato Distrito de São Vicente. Os Operários da Fábrica dispunham de uma vida social intensa, com tantos recursos modernos, que analisados hoje, poderiam se considerados um luxo para aquela época.
 A vida social que a CCC patrocinava aos seus operários era de fazer inveja não só aos municípios vizinhos mas à sede do município, gerando animosidades entre os moradores de Baldim e São Vicente. Não se tratava de uma guerra declarada, mas o clima era tenso, principalmente nas eleições municipais, quando os candidatos de Baldim e da CCC disputavam os votos dos eleitores. 
Os operários da CCC deveriam votar no candidato indicado pela CCC e a luta pelo voto ficou mais acirrada quando os primeiros Sindicalistas começaram a se manifestar em favor da liberdade do voto e dos direitos do trabalhador. Tal rivalidade se manifestava até num simples evento social do município, como uma partida de futebol ou uma festa popular. Tempos quentes aqueles... (Ione)
Ocorreu um erro neste gadget